Conscientização para Mudanças Climáticas - Por Débora Tomiatti

O dia 16 de março é oficialmente o dia Nacional para Conscientização para as Mudanças Climáticas e para que o tema tenha mais visibilidade é necessário que as informações sejam disponibilizadas de forma educativa.


Pensando nisso, desenvolvi durante as atividades práticas no Instituto Jurumi um material que serve como Guia para professores debaterem o tema em sala de aula. As referências que apresentarei a seguir, podem ser utilizadas tanto no âmbito educacional quanto para democratização destas informações que são imprescindíveis para que possamos minimizar impactos da Mudança Climática a nível social, econômico, ambiental e sanitário, através de uma abordagem que evite o catastrofismo e o imobilismo.


Materiais Educativos


Para quem gosta de se informar diretamente da fonte, o IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas libera relatórios científicos completos com previsões climáticas e suas implicações.


O primeiro material didático se trata de um curso em formato de E-book disponibilizado pela UNESCO. É bastante completo e ideal para educadores e todos que queiram se aprofundar no tema. Desenvolvido na USP, este segundo E-book pode ser utilizado no Ensino Fundamental e Médio. Aborda desde a problemática do ensino deste tema multidisciplinar, até um conteúdo teórico que engloba de ecossistemas à sociedade.


Falar de mudanças climáticas é também discutir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que compõem a Agenda 2030 adotada em 2015 por Estados Membros da ONU, uma vez que o Objetivo 13 se concentra justamente em ações contra mudança global do clima.


A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável Jovem da Amazônia (SDSN Youth Amazonia, em Inglês), é uma divisão SDSN Global, uma organização da ONU que utiliza de abordagens integradas para implementar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) por meio de educação, pesquisa, análise de políticas e cooperação global. Esta rede mapeou os principais projetos atuais focados no combate às Mudanças Climáticas e desenvolveu uma plataforma para acesso livre. Confira o que vem sido realizado a nível global e intercultural!


Em questões complexas como esta, muitas vezes pensamos que pouco pode ser feito, porém existem diversas instituições e organizações da sociedade civil impactando positivamente em suas ações diárias. O Instituto Ipê, por exemplo, concentra suas pesquisas na conservação de espécies ameaças e em ações de restauração florestal, contribuindo assim para mitigação das consequências do efeito estufa!


De que forma as instituições que você conhece podem estar contribuindo para a causa?



Perfis nas Redes Sociais


Outra boa ideia é utilizar das redes sociais que abordam o tema para se manter atualizado!


Confira algumas delas:

@observatoriodoclima

@fervura_no_clima

@menos1lixo

@clima.info

@perifasustentavel


Fontes de informação


A diversidade nas fontes de informação que buscamos nos permite um entendimento multidisciplinar do tema. Aqui estão reunidas discussões de cientistas e algumas notícias atuais sobre o tema.


- O que dizem os cientista sobre as mudanças climáticas?

- Mudanças climáticas: 5 razões por que 2021 pode ser um ano crucial na luta contra o aquecimento global

- Mudanças Climáticas Brasil

- Aquecimento global em gráficos

- Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais


Os desafios são enormes, e sabemos que estamos lidando com questões que envolvem todas as estruturas sociais, demandando rearranjos em nosso modo de produção e consumo. Ter uma visão crítica sobre o tema, se manter atualizado e expandir este conhecimento são parte do processo para uma mudança significativa e urgentemente necessária.

Mas nós ainda podemos consertar isso. Você pode consertar isso.

Greta Thumberg: ativista pelas mudanças climáticas e criadora do Movimento #FridaysForFuture



Débora Tomiatti Giancola

Formada em Ciências Biológicas pelas UNESP, possui experiência com biologia da conservação, desenvolvimento sustentável e educação ambiental.

11 visualizações0 comentário